Taxas de Fretead valorem

Entender uma tabela de fretes de uma transportadora é um processo relativamente complexo que contém a abrangência, prazos, custos de frete além de generalidades relacionadas a taxas de frete. Dentro deste cenário, existem ainda, diversas taxas de frete como o Ad Valorem, que dependem do tipo de transporte e de carga para serem calculados.

Neste artigo explicaremos melhor uma dessas taxas, o Ad Valorem. Entenda melhor o porquê dessa taxa e como ela é calculada, além de alguns exemplos reais com dicas práticas para a sua negociação com a transportadora.

O que é Ad Valorem?

O Ad Valorem (ou Frete Valor) é uma taxa cobrada dentro da tabela de fretes que representa o custo do seguro da carga. Seu cálculo é feito através da porcentagem da mercadoria sobre o valor da Nota Fiscal da carga transportada agregada ao custo de frete.

Por que existe o Ad Valorem?

Quando o embarcador despacha sua mercadoria a uma transportadora para levar seu produto ao destinatário, a carga fica sujeita a uma série de contratempos durante o processo de coleta e transporte, tais como avarias, roubos, furtos e extravios.

Se quaisquer dessas situações se concretizarem, a transportadora contratada terá que indenizar o embarcador. O problema é que o ressarcimento poderá custar muito mais do que o frete pago. Assim representam um enorme risco para a transportadora e é preciso que as empresas do setor se protejam contra os riscos inerentes à sua atividade. Entre outras razões, a tarifa ad valorem existe para cumprir essa função.

Existem duas principais composições do Ad Valorem:

(1) RCTR-C (Responsabilidade Civil sobre o Transporte Rodoviário de Cargas): regulamentado pelo mesmo Decreto-Lei 61.687/67, esse seguro (conhecido como seguro de acidentes) é obrigatório ao transportador. Assegura o reembolso das reparações pecuniárias que a empresa de transporte seja obrigada a responder em função de perdas ou danos causados a bens e mercadorias de terceiros durante o transporte.

(2) RCF-DC (Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário por Desaparecimento de Carga): cobre roubos e desvio de cargas. Esse seguro não é obrigatório; dessa forma, sua contratação também pode aumentar o ad valorem mas proteger melhor a transportadora.

Como é calculado o Ad Valorem?

O Ad Valorem é calculado sobre o valor da carga com um percentual definido na tabela de frete. O valor resultante é agregado ao custo de frete cobrado pela transportadora junto com todas as outras taxas aplicáveis.

Essa taxa pode variar bastante conforme algumas regras pré-estabelecidas:

  • distância percorrida: distâncias maiores expõem a carga a riscos mais elevados;
  • peso do produto: quanto mais pesada a unidade, maior sua dificuldade em ser roubada (a recíproca, no entanto, é verdadeira, o que pode elevar a tarifa cobrada);
  • características da rodovia/região: índice de roubos e nível de conservação do asfalto são algumas das variáveis que podem aumentar o ad valorem;
  • necessidade de manuseio: quanto menor a necessidade de manuseio, menores as chances de avarias.

No intuito de servir como referência para a cobrança do ad valorem, a Associação Nacional de Transporte de Carga (NTC) criou uma tabela escalonada, com uma sugestão de alíquotas baseadas na distância percorrida (embora seja de 2014, essa tabela ainda é utilizada):

Distância Alíquota
1 a 250 km  0,30 %
251 a 500 km    0,40 %
501 a 1.000 km    0,60 %
1.001 a 1.500 km   0,70 %
1.501 a 2.000 km  0,80 %
2.601 a 3.000 km 1,00 %
3.001 a 3.400 km  1,10 %
acima de 3.400 km   1,20 %
Coleta e entrega

 0,15 %

Exemplos reais do Ad Valorem

Mercadoria

Louças importadas

Televisão

Valor da mercadoria – em nota fiscal R$ 2 milhões R$ 5 mil
Peso da carga 500 kg 10 kg
Distância para entrega 400 km 400 km
Tarifa Ad Valorem (%) 0,40% 0,40%
Tarifa Ad Valorem (R$) R$ 8.000,00 R$ 20,00

Dicas na negociação do Ad Valorem

Devido à grande complexidade na precificação do frete é sempre recomendável simplificar o processo.

Uma dica é negociar uma taxa única de Ad Valorem para todas as entregas. Este processo já muito comum no e-commerce e está migrando para outros setores também. Equalizando o Ad Valorem entre todas as transportadoras simplifica-se o cálculo e o processo de comparação com outras transportadoras.

Finalmente, vale a pena inspecionar os conhecimentos de frete para conferir se a transportadora está de fato segurando a carga com uma apólice válida. Caso negativo, é necessário confrontar a mesma imediatamente.

Se sua empresa precisa economizar, a maneira mais estratégica é recorrer a um sistema de inteligência logística (TMS embarcador), que concentra dados completos de diversas transportadoras em um só lugar, permitindo que o cliente realize cálculos e comparações de fretes entre diversas empresas de transporte de forma rápida e inteligente.