Rastreamentopré-lista de postagem

Se você atua no varejo eletrônico, sabe a importância da reputação para o crescimento da sua loja online. Muito mais crítico do que no caso das lojas físicas (uma vez que no e-commerce, o consumidor paga primeiro para só então receber o produto), transmitir credibilidade é a chave do sucesso de qualquer empresa do setor. A pré-lista de postagem (PLP) é um recurso disponibilizado pelos Correios que atua justamente no fortalecimento da transparência na relação empresa-cliente, evitando reclamações, provendo maior segurança às partes, aprimorando a gestão de prazos e melhorando as avaliações da loja virtual.

Sua loja não utiliza pré-lista de postagem (PLP)? Então a leitura deste post é obrigatória. Descubra agora o que essas 3 letrinhas podem trazer de benefícios ao seu comércio eletrônico!

O que é pré-lista de postagem (PLP)?

A PLP é um controle prévio disponibilizado pelos Correios a quem despacha uma mercadoria. Por meio dela é feito um cadastro do produto a ser remetido na agência, gerando um código de rastreamento que permite o monitoramento da entrega pelo cliente e pela loja (em tempo real), de forma simples e rápida por meio do site da empresa de serviço postal.

Esse recurso de monitoramento das entregas é composto por um formulário padronizado dos Correios (que deve ser entregue no momento do despacho da mercadoria), além de uma etiqueta de postagem.

Qual a importância da PLP? Para quem trabalha com e-commerce, toda. Esse recurso prova que o vendedor verdadeiramente postou o produto nos Correios e que a agência o recebeu. Lembra que falamos agora a pouco sobre credibilidade e boa reputação? Pois é, quanto mais mecanismos de transparência sua loja virtual possuir, mais bem avaliada ela será junto aos seus consumidores!

Como é o formulário/etiqueta da pré-lista de postagem?

No formulário padronizado da PLP, deverão ser registradas informações como:

  • dados do remetente;
  • dados do destinatário;
  • tipo de entrega;
  • características do objeto despachado (descrição, dimensões, peso).

O formulário deve ser entregue ao atendente dos Correios em duas vias, sendo que uma delas será chancelada pela agência e devolvida ao remetente como prova de que o despacho realmente ocorreu.

Já as etiquetas devem ser impressas pelo remetente e coladas na maior face da embalagem. Quando a loja virtual possui poucas entregas, o tempo gasto com empacotamento, impressão de etiquetas e fixação destas nas embalagens montadas pode não comprometer tanto sua produtividade. Entretanto, no decorrer de seu processo de crescimento, será necessário automatizar parte desses procedimentos, a fim de conseguir despachar uma quantidade maior de mercadorias, reduzir erros de preenchimento, digitalizar as informações de postagem e gerar maior sistema de controle aos seus consumidores. Daí a importância de ter um software de gestão e de otimização da logística.

Como utilizar a tecnologia a serviço do aumento de produtividade no e-commerce?

As soluções de gestão de fretes (já utilizadas pelos grandes players do varejo eletrônico) possuem integração com os sistemas dos Correios, o que dá à loja a possibilidade de emitir etiquetas de forma automática, além de alimentar seu sistema com todos os dados das postagens já realizadas. Além do tempo economizado com tarefas administrativas, esse recurso provê maior inteligência operacional ao e-commerce, na medida em que fortalece o banco de dados da loja para trabalho com Analytics.

Quais as vantagens de ter um sistema de gestão de frete integrado aos Correios?

Em uma era de extrema competitividade (estima-se que o Brasil tenha cerca de 450 mil sites dedicados ao e-commerce), consumidores cada vez mais exigentes e capacidade virótica de propagação de uma queixa nas redes sociais, é preciso ter processos rápidos e com mínima margem de erro.

Vale lembrar que, segundo Philip Kotler, um dos maiores nomes do Marketing no mundo, em média, um cliente satisfeito compartilha para 3 pessoas sobre a experiência positiva na sua empresa. Por outro lado, um consumidor insatisfeito dissemina impiedosamente para 11 pessoas sua experiência negativa. Uma loja que despreza o poder devastador de propagação de uma imagem negativa no mercado está, definitivamente, fadada a ser colocada à margem do fluxo competitivo.

Dessa forma, é preciso encontrar meios para ampliar a eficiência e velocidade das operações sem elevar custos. Como os sistemas de gestão de frete com emissão automática de PLPs são contratados via SaaS (serviço em que o software é disponibilizado em nuvem, sem necessidade de compra de licença — e, portanto, muito mais em conta), o Retorno sobre Investimento (ROI) desse tipo de implementação é imenso. Alguns dos benefícios de ter um software de controle de frete integrado aos Correios:

  • ganho de agilidade no processo de entregas, o que torna a loja virtual ainda mais competitiva;
  • código de rastreamento gerado provê maior segurança ao cliente, fortalecendo a confiança na loja online;
  • melhor controle na entrega de mercadorias resulta em otimização do trabalho do SAC;
  • maior sincronia entre atendimento, logística e área comercial para a gestão da devolução e troca;
  • com o aumento do volume vendas (e, por consequência, de entregas), torna-se cada vez mais difícil ao gestor de operações de um e-commerce controlar todos os produtos destinados às residências de seus consumidores. A PLP, integrada a um módulo de um software de gestão de fretes, garante informação sobre o status de entrega em tempo real, a partir de qualquer dispositivo com acesso à Internet;
  • redução dos processos manuais (maior profissionalização, redução e erros e aumento da produtividade);
  • facilidade de obtenção de reembolso dos Correios em caso de atrasos, danos ou extravios;
  • diminuição do volume de reclamações dos consumidores em redes sociais ou sites de defesa do consumidor.

Quais os desafios da automatização no e-commerce?

Como melhorar o serviço de entregas da minha loja virtual? Esse é um dos mais comuns questionamentos de quem trabalha na área. De acordo com um levantamento feito há 3 anos sobre o varejo eletrônico, 61% das lojas online sofrem com reclamações de atraso.

Criar controles mais robustos, que permitam o acompanhamento em tempo real do trajeto feito pelo produto adquirido até o destino final é imprescindível para o setor de e-commerce. A PLP é um dos recursos que facilitam esse gerenciamento, mas sua eficiência é potencializada quando acompanhada de uma plataforma de otimização logística.

E você, já utiliza a pré-lista de postagem? Quais são suas maiores dificuldades na realização desse controle prévio? Deixe um comentário e participe!