Intelipost

O papel do TMS na homologação de transportadoras

Publicado em
por:

O processo de homologação de transportadora envolve várias etapas e critérios para garantir que a transportadora seja qualificada e atenda aos requisitos estabelecidos pela empresa. Mas com o uso do TMS (Sistema de Gerenciamento de Transporte), a homologação pode ser automatizada e simplificada, tornando-se mais eficiente e rápida. 

Entenda melhor como funciona a homologação de transportadoras e o real papel do TMS nesse processo.

O que é a homologação de transportadoras?

A homologação de transportadoras é um processo em que uma empresa avalia e certifica uma transportadora para realizar serviços de transporte em seu nome. Esse processo envolve a análise de critérios como capacidade operacional, histórico de desempenho, conformidade com regulamentações e cobertura geográfica. A homologação tem o objetivo de selecionar parceiros confiáveis e qualificados, reduzindo riscos operacionais e garantindo a qualidade dos serviços prestados pela transportadora.

Uma vez homologada, a transportadora pode ser incluída na lista de parceiros a serem contratados para realizar as atividades de transporte da empresa. Esse processo de homologação, geralmente, é realizado periodicamente para garantir que as transportadoras continuem atendendo aos requisitos estabelecidos e mantendo um bom desempenho.

O papel do TMS na homologação de transportadoras

O TMS desempenha um papel crucial na homologação da transportadora ao permitir uma avaliação fundamentada em critérios específicos e automatizar o processo de seleção. Isso gera uma redução de custos considerável ao garantir a escolha de parceiros qualificados, otimizar rotas de entrega, monitorar em tempo real e potencializar o uso de recursos, promovendo eficiência operacional para o e-commerce.

Ou seja, o TMS é um facilitador da operação para homologar as transportadoras com mais agilidade e precisão. Confira a seguir em detalhes como funciona o processo:

Definição dos critérios de homologação

A empresa configura os critérios de homologação no TMS, podendo incluir requisitos como histórico de desempenho, capacidade operacional, cobertura geográfica, tipos de veículos disponíveis, certificações e regulamentações.

Registro de transportadoras

As transportadoras interessadas se registram no TMS, fornecendo as informações solicitadas, como dados cadastrais, licenças, seguros e outras documentações relevantes.

Processo de aprovação

Com base na análise automática, o TMS determina se a transportadora atende aos critérios de homologação. Caso atenda, a transportadora é aprovada e torna-se disponível para seleção nas operações de transporte.

Monitoramento contínuo

Uma vez homologada, a transportadora é continuamente monitorada pelo TMS. Ele pode acompanhar o desempenho da transportadora, coletar dados operacionais, rastrear o cumprimento dos prazos de entrega e receber feedback dos clientes. Essas informações são utilizadas pelo embarcador para avaliar e manter a qualidade dos serviços prestados pela transportadora.

Tenha mais agilidade com a Intelipost

Como você pode ver, o TMS tem um papel importante na homologação de transportadoras, por tornar simplificar esse processo, tornando-o mais preciso e entregando mais agilidade para a operação.

Você já conhecia o processo de homologação? Outro tema interessante é a conciliação de frete, saiba mais aqui. E se você quer entender melhor sobre as funcionalidades do TMS da Intelipost, entre em contato através do nosso site ou clicando aqui

Gostou? Compartilhe esse conteúdo!

Relacionados

tendencias-de-reducao-de-custos-no-last-mile-do-transporte
Last Mile: tendências para redução de custos no transporte
software-de logística-baseado-em-SaaS 
5 motivos para escolher um software de logística baseado em SaaS 
Categorias
Newsletter

Cadastre o seu e-mail e receba as nossas novidades