Logísticatransformação digital na logística
A tecnologia tem o poder de motivar mudanças disruptivas, aquelas que, a partir da inovação, são capazes de quebrar padrões de mercado, aumentando a eficiência no dia a dia das pessoas e das empresas. Um bom exemplo é o surgimento dos e-commerces, o que revolucionou o conceito de comércio, e em parte, acabou sendo um dos responsáveis pela transformação digital na logística. 

Sobre a Estratégia Brasileira para a Transformação Digital
(E-Digital)

Diante da necessidade de transformação tecnológica no mercado brasileiro, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações instituiu a Estratégia Brasileira para a Transformação Digital, mais conhecido como E-Digital.

Um dos grandes objetivos do documento é fomentar a digitalização dos negócios do país, por meio de ações estratégicas, citando diretamente a importância dos e-commerces para alavancar o desenvolvimento digital das empresas brasileiras.

Para o governo, está claro o potencial do país para o desenvolvimento, principalmente quando falamos de fatores logísticos. Porém, essa iniciativa também evidencia os gaps que devem ser melhorados, como a simplificação dos sistemas fiscais e legais, que não necessariamente são de responsabilidade das empresas em si, mas sim dos órgãos governamentais encarregados. 

A transformação no atendimento via chatbots

A comunicação é fator fundamental quando falamos de e-commerce e de satisfação do cliente. Os chatbots têm como objetivo aumentar a eficiência do atendimento ao consumidor a partir de um programa de computador que simula conversações, tendo a capacidade de responder questionamentos comuns de diversos usuários.

Com a utilização de um canal de comunicação para perguntas mais frequentes a empresa pode reduzir o tempo de resposta para o atendimento e, ao mesmo tempo, pode atender às dúvidas do cliente 24 horas por dia, de forma eficiente e prática.

A multiplicidade dos marketplaces

Outra transformação na forma de fazer negócios aconteceu com o surgimento dos marketplaces. Essas plataformas funcionam como shoppings virtuais, aumentando a visibilidade das marcas e, por consequência, a rentabilidade das empresas. Tudo isso proporciona maior possibilidade de desenvolvimento e crescimento do modelo de negócio digital no país.

Os desafios da transformação digital na logística do e-commerce

Os clientes do e-commerce têm pressa, querem receber suas entregas no menor tempo possível e com o melhor preço. É necessidade do mercado que os métodos de entrega se atualizem e tornem-se mais eficientes e seguros, visto as diversas situações de atrasos de entrega, a burocracia dos correios e o grande número de roubo de cargas que ocorrem diariamente pelo Brasil.

O maior desafio é simplificar a logística, tornando-a mais ágil e oferecendo propostas que tenham foco em velocidade, assim como proporcionar ao cliente soluções que aumentem a confiança e o deixem tranquilo de que receberá sua encomenda sem problemas. Somado a isso, a estratégia logística de entregas precisa estar alinhada com a mobilidade dos centros urbanos, buscando a máxima eficiência e os maiores níveis de inovação possíveis.

O papel da logística na transformação digital do e-commerce

A entrega é o fator principal de fidelização de clientes, principalmente quando se trata de e-commerce. Maior eficiência, tempo no trânsito reduzido, transparência de informação e segurança são requisitos obrigatórios para que uma marca tenha sucesso no meio digital.

A transformação digital na logística tem o importante papel de simplificar processos, por meio de diversas opções de softwares, que ajudam a monitorar as atividades, como o controle do estoque. Além disso, o sistema facilita também o gerenciamento dos fretes, possibilitando que o cliente consiga acompanhar o seu pedido em tempo real.

Com foco em transportes, a tecnologia está tornando possível a utilização de veículos autônomos e dos drones para entregas, com destaque para a gigante Amazon e suas estratégias para reduzir o tempo de entrega e aumentar a satisfação do cliente.

Perspectivas do mercado para o Brasil

Ainda que o país tenha muito a se desenvolver, o futuro do mercado digital para o Brasil é promissor. Segundo pesquisa da eShopWorld, entre 2015 e 2019, o número de consumidores online cresceu de 54,6 milhões para 80,1 milhões, com a previsão de crescer mais 18% até 2021, incluindo todas as faixas etárias.

Isso significa que o alcance do e-commerce no Brasil não se restringe a apenas um nicho específico de mercado, mas envolve todos os perfis de consumidores. Tal fator possibilita o crescimento exponencial das plataformas de comércio online e aumenta a necessidade de inovações no setor.

E a sua empresa, já está preparada para a transformação digital na logística?