Indicador de desempenhotempo de ciclo do pedido
Para qualquer gestor, o acompanhamento de indicadores de performance (KPIs) é a abordagem mais efetiva para mensurar objetivamente os resultados do negócio e tomar decisões que vão aprimorar o serviço e a satisfação do cliente. Para a logística de e-commerce, o tempo de ciclo do pedido  é uma das métricas mais relevantes. Neste artigo, vamos falar sobre esse indicativo e explicar por que ele é essencial.

O que são KPIs logísticos?

Indicadores são importantes para a gestão de qualquer setor em uma empresa. Todavia, para a cadeia de suprimentos, que é formada de uma série de etapas complexas, eles são determinantes para o sucesso.

KPIs logísticos medem o desempenho dos processos e mostram o que precisa ser corrigido ou eliminado para que as metas da empresa sejam alcançadas. Com eles, o gestor identifica com precisão e clareza os problemas e aspectos limitadores, bem como oportunidades em potencial que podem alavancar as operações.

O que é o tempo de ciclo do pedido (OFCT)?

Também conhecido como Order Fulfillment Cycle Time (OFCT), o tempo de ciclo do pedido é um KPI muito utilizado nas rotinas de um e-commerce. Isso acontece porque sua função é medir o período que uma encomenda demora desde que a compra online é realizada até a entrega da mercadoria nas mãos do cliente.

Essencialmente, esse KPI mostra para a empresa o tempo total da experiência de compra do cliente, medindo o sucesso de uma entrega de ponta a ponta. Por esse motivo, ele é um indicador sensível e extremamente significativo, pois concerne à percepção do usuário e suas expectativas em relação ao atendimento do e-commerce.

Como o OFCT é calculado?

O cálculo do tempo de ciclo do pedido não é complexo. Em linhas gerais, é possível ter uma ideia desse período subtraindo a data de entrega pela data de efetivação ou aprovação de um pedido.

No entanto, para entender o processo mais a fundo, é válido adotar a fórmula:

Tempo de requisição + tempo de produção + prazo de entrega = OFCT.

A variável tempo considera a média de dias, semanas, meses ou anos que o e-commerce demora a encomendar os materiais com seu fornecedor, produzir o produto, prepará-lo para remessa e entregá-lo em seu destino final.

Imagine, como exemplo, uma loja virtual que vende celulares. Ela leva:

  • 1 semana para receber os aparelhos de seus fornecedores;
  • 2 dias para realizar procedimentos internos e preparar as encomendas;
  • 5 dias para entregar no endereço do cliente;
  • seu Order Fulfillment Cycle Time é de 14 dias.

Por que você deve medir este KPI?

O tempo de ciclo do pedido é um indicador intimamente conectado com a satisfação do cliente. Hoje em dia, os usuários querem cada vez mais receber suas encomendas no menor tempo viável. Empresas que conseguem fazer entregas expressas são capazes de aumentar expressivamente a percepção de valor e qualidade do seu serviço.

Monitorar esse KPI é útil na hora de encontrar prováveis fontes de atrasos, erros, desperdícios e ineficiências, tanto no transporte como nas etapas produtivas ou de fornecimento. Como falamos, ele mensura o processo de ponta a ponta, facilitando a identificação de falhas em qualquer uma das atividades envolvidas. Assim, ele garante que a gestão consiga fazer seu melhor para processar pedidos e entregá-los o mais rápido possível.

Atualmente, flexibilidade na produção e agilidade na entrega são grandes demandas do mercado e dos consumidores. Logo, conte com a análise do tempo de ciclo do pedido para compreender quais áreas precisam ser melhoradas nos seus processos. Dessa forma, você torna seu serviço mais competitivo, fideliza clientes e atende suas expectativas.

Quer ler mais conteúdos interessantes como este? Siga-nos nas redes Facebook e LinkedIn e acompanhe nossas novidades!