Vendas

Conhecido como uma espécie de shopping center virtual, a logística de marketplace tem crescido muito nos últimos anos. A pandemia da COVID-19 que assola o país foi um fator que impactou, de maneira significativa, a ampliação desse negócio. Afinal, a tecnologia passou a ser usada como ferramenta essencial para aumentar o número de vendas e atender o aumento da demanda no e-commerce.

Nesse sentido, as empresas tiveram que criar estratégias para se adaptar a esse novo cenário. Sendo assim, para que o consumidor não fosse prejudicado, várias inovações foram desenvolvidas pelo setor de tecnologia, como a criação de plataformas digitais nas quais os clientes têm acesso a produtos, marcas e preços de maneira cada vez mais simples.

Quais são os desafios da logística de marketplace?

O marketplace, que é um site de varejo online, tem conquistado cada dia mais o mercado, isso ocorre porque a tecnologia é o principal aliado desse negócio. Nesse sentido, o meio digital, viabiliza a comunicação direta entre vendedores e consumidores.

Em contrapartida, o crescimento dessa área logística ocorreu de forma rápida e, por conta disso, muitas lojas não conseguiram acompanhar esse ritmo de crescimento. Nesse contexto, por causa da pandemia e, consequentemente, do isolamento social, várias empresas precisaram aplicar muito capital na formação de plataformas e outros recursos online, a fim de atender à população.

Logo, o fato de muitos marketplaces não conseguirem, de maneira ágil, se enquadrar a essa nova realidade de vendas, vários setores no negócio foram prejudicados. A exemplo disso tem-se a sobrecarga na separação de produtos, demora na entrega e um faturamento abaixo do esperado.

Nesse sentido, as ferramentas de gestão logística disponíveis no mercado têm se tornado cada vez mais um grande diferencial na oferta da melhor experiência de compra.

Quais as necessidades dos marketplaces?

O fato de ter uma oferta competitiva no mercado, para os diferentes tipos de varejistas, faz dos marketplaces um cenário de muitos desafios, mas também de grandes oportunidades em inovação em atendimento ao consumidor.

Confira as principais dores dos marketplaces

  • Ser capaz de mandar um produto de qualquer CEP multi-origem.
  • Oferecer soluções para pequenos sellers (baixo volume).
  • Ter uma solução mais flexível além dos Correios. muitas vezes o serviço não consegue atender, como no caso de entregas de produtos pesados, por exemplo.
  • Ter uma oferta competitiva no mercado para os diferentes tipos de varejistas.
  • Ser capaz de oferecer as melhores opções de frete. Com uma ferramenta de gestão de fretes é possível identificar a melhor transportadora para cada envio da sua loja.
  • Ser capaz de ter uma gestão financeira dos custos engajados e repassados. Isso significa oferecer o melhor preço de frete para os consumidores com o menor custo para a sua empresa.
  • Gerar código de rastreamento e etiqueta para postar o produto. A tecnologia é a grande aliada para a automatização de processos de emissão de documentos e nota fiscal
  • Realizar acompanhamento das entregas em tempo real
  • Notificar o cliente sobre o status de entrega, seja via e-mail, sms, tracking page, WhatsApp…
  • Realizar a abertura dos pedidos de informações dos Correios;
  • Facilitar a Reversa dos produtos;
  • Se integrar com o ecossistema do mercado.

Como funciona a logística reversa dos marketplaces?

Esse processo é indispensável quando se refere às vendas online. A logística permite que o cliente solicite troca ou até mesmo devolução do produto que não cumpriu com o esperado. Logo, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), quando as compras são feitas pela Internet, o consumidor tem o direito de se arrepender e devolver o produto no prazo estipulado pela loja.

Nesse contexto, a logística reversa dos marketplaces precisa estar apta a resolver essas situações de forma ágil, afinal, essa é a questão que mais influencia o indivíduo na hora da compra. Diante disso, uma empresa que respeita o direito dos clientes e preza por um serviço de qualidade adota esse tipo de logística sem cobrar o consumidor final por isso.

Como os marketplace conseguem se integrar com o mercado logístico atual?

Nessa perspectiva, os marketplaces conseguiram fazer uma grande transformação digital no meio de compras e vendas, por isso, têm mais adeptos a cada dia. As mudanças que ocorreram no mercado fizeram com que esse setor ganhasse reconhecimento, visto que, além de oferecer serviço moderno, proporciona ao cliente uma experiência diferenciada no ato da compra.

Qual a inovação dos marketplace no que se refere às entregas de produtos?

O diferencial dessa logística de vendas é o fato de usar um sistema moderno para acompanhar as etapas de suas vendas. Um exemplo disso é a forma como os produtos são entregues aos clientes. Por meio de uma notificação via SMS, e-mail, WhatsApp e tracking page, o consumidor tem todas as informações referentes ao utensílio comprado.

Além disso, o consumidor pode usar as redes sociais para fazer alguma pergunta, solicitar informações acerca de determinada marca, fazer sugestões e, até mesmo, fazer alguma reclamação ou elogio sobre a entrega do produto.

Quais são os pontos positivos da logística de marketplace?

Muitas empresas que usam sistemas ultrapassados na cadeia logística têm sofrido graves consequências e as principais delas são: perda de clientes, fracasso no controle de distribuição e gastos excessivos com estratégias logísticas erradas.

Diante disso, o modelo de negócio consegue sanar todos esses problemas, afinal, as suas plataformas digitais têm um alto grau de excelência. Por isso, essa logística atende lojas, marcas variadas e públicos diferentes, com uma rede integrada que oferece uma infinidade de opções de compra aos clientes, podendo, ainda, conquistar públicos internacionais.

Além disso, ao adotar um ou mais marketplaces, os custos com o marketing são reduzidos drasticamente. Isso acontece porque os próprios sites desenvolvem campanhas específicas para o seu público-alvo, visando o aumento das vendas e, consequentemente, a maior lucratividade e presença de marca para a empresa.

A logística de marketplace é uma realidade que, a cada dia, é consolidada pelo mercado varejista. Nesse segmento, o consumidor é amplamente beneficiado. Isso porque ele encontra a concorrência e, por atuar para diversas lojas e marcas, os clientes têm um leque de possibilidades de compra e podem escolher produtos mais próximos daquilo que desejam.

Gostou do conteúdo apresentado? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de mais informações.