Logísticamodalidades de entrega

Ao longo dos anos de crescimento do e-commerce no Brasil e no mundo, muita coisa mudou em relação às modalidades de entrega oferecidas para os clientes, que têm expectativas cada vez mais altas sobre o nível do serviço.

Frete grátis é bom, mas não é tudo: velocidade e flexibilidade nas remessas são pontos fundamentais — tanto que muitos usuários estão dispostos a pagar um adicional ou dispensar o envio gratuito para ter maior conveniência.

É justamente sobre a evolução do comportamento do consumidor e das transformações nas entregas nas operações logísticas que falaremos agora.

As demandas do omnichannel

O hábito de fazer compras pela internet continua ganhando mais espaço e adeptos, mas o consumidor contemporâneo apresenta novas demandas em relação a esse processo. Uma tendência forte é o omnichannel, que propõe a dissolução de barreiras entre o online e o offline, ou seja, a integração total dos canais de venda de uma marca.

Isso significa que uma pessoa pode fazer a compra em casa, pelo e-commerce, e retirá-la no estabelecimento mais próximo ou, ao contrário, encomendar, receber em casa e solicitar uma troca na loja física. Para as empresas, isso exige total alinhamento logístico, como integração de dados, estoques e modalidades de entrega.

Os tipos de entrega que estão transformando a logística

Vejamos, a seguir, os métodos que chamam a atenção no cenário logístico global.

Pontos de retirada

O consumidor faz sua compra e pode retirar em postos específicos, na data e horário que sejam mais convenientes. A mercadoria fica armazenada e trancada, sem riscos de se perder. Um exemplo são os Amazon Lockers, espalhados por vários locais nos Estados Unidos, como lojas, academias, supermercados etc.

In-store delivery (click & collect)

Uma modalidade muito popular entre os clientes que querem agilidade e economizar custos com o frete. De forma prática, um usuário faz uma compra ou reserva de um produto no site e o retira quando e na loja que preferir. Esse modelo está em forte ascensão no Brasil, onde algumas empresas já atuam com uma estratégia bastante sólida.

Same Day

Método no qual o usuário faz uma compra online e a recebe no mesmo dia, horas depois. A Amazon foi pioneira nesse sistema e, atualmente, tem um projeto colaborativo para reforçar suas operações logísticas. A empresa está investindo em recursos, recrutando e treinando pessoas que querem dirigir e fazer remessas — em vez de trabalhar para companhias, como Uber.

Next Day

Semelhante ao anterior, no Next Day o cliente recebe o produto que foi comprado pela internet no dia seguinte a aprovação do pagamento.

A tecnologia na otimização das entregas

Além do prazo, uma questão que preocupava consumidores virtuais era não ter disponibilidade para receber os pacotes. A fim de atender esse público, a disruptiva Amazon pensou em novas modalidades de entrega. O Amazon Key é um sistema no qual os funcionários da empresa têm permissão para entrar nas casas dos clientes e deixar as encomendas lá dentro.

Para tal, a empresa disponibiliza uma fechadura especial e câmera de segurança para que o usuário monitore o serviço de onde estiver.

Pegando carona nessa inovação, o Walmart e outras empresas firmaram parceria com a Amazon para usar sua fechadura tecnológica e, assim, poder rechear a geladeira do cliente enquanto ele trabalha, por exemplo.

Outra ideia arrojada é o uso de robôs inteligentes para fazer entregas. Empresas ao redor do mundo estão se dedicando no desenvolvimento de máquinas que conseguem percorrer pequenas distâncias e só podem ser destravadas pelo cliente por aplicativo quando chegam ao seu destino. Para evitar riscos, são monitoradas pelo sistema durante todo o trajeto e contam com várias câmeras de segurança.

As maiores expectativas do consumidor

Essencialmente, o cliente moderno deseja ter mais opções e uma experiência de compras completa, prática e eficiente, sem burocracias. Comodidade, conveniência são as palavras-chave para ter sucesso.

Por isso, empresas terão que se esforçar para diversificar ao máximo suas modalidades de entrega, além de investir em tecnologia e práticas que tornem essas operações mais rápidas e transparentes para o usuário.

Achou este conteúdo relevante? Então não deixe de seguir nossas páginas nas redes sociais e acompanhar novidades e conteúdos exclusivos no Facebook e LinkedIn.