Tendênciasentrega por drones

Cada vez mais comuns nos céus, os drones têm ganhado diversas utilidades tanto para o entretenimento como para o uso profissional. Contudo, precisam ser utilizados com cautela, com vistas à segurança em relação a outras aeronaves e também para as pessoas que o observam do solo. Já equipamentos profissionais são mais raros, mas muito ouvimos sobre sua aplicação para fins comerciais no exterior. Veja, neste artigo, uma das apostas do momento: a entrega por drones.

O aprimoramento dos drones

Diversas experiências de entrega por drones são desenvolvidas ao redor do mundo, principalmente nos Estados Unidos.

Inicialmente concebidos como instrumento militar — para monitoramento do espaço aéreo e ataques a alvos em terra —, os drones foram diminuindo suas dimensões, até ficarem apropriados para carregar ou acoplar objetos variados.

As vantagens da entrega por drones

Para os idealizadores de entregas por drones, as grandes vantagens de seu uso estão no custo e flexibilidade.

Por não dependerem de pilotos dedicados, sua operação é relativamente barata. Ao mesmo tempo, não são impactados por fatores como o trânsito nas cidades e podem realizar diversas entregas paralelamente. Não há, como nas entregas tradicionais, a necessidade de roteirização de um veículo, com um atraso em uma entrega afetando todas as entregas subsequentes.

Apesar de ter chegado há poucos anos no país, os drones têm conquistado apaixonados por aeromodelismo e se transformado em uma alternativa econômica e rápida para o transporte de pequenos volumes. Alguns empreendedores obtêm mais agilidade na entrega de documentos por meio deles, por exemplo.

As características especiais desse tipo de entrega

Nos Estados Unidos, algumas lojas de departamentos, farmácias e redes de fast-food vêm utilizando esses aparelhos para realizar entregas. Em parceria com startups, fornecedores adaptam seus produtos aos compartimentos do equipamento. Os recipientes são especialmente desenvolvidos para armazenagem, fixação e transporte seguro das mercadorias durante o voo.

Além da comodidade que a entrega por drones traz, esse tipo de entrega pode facilitar o dia a dia de pessoas que não podem sair de casa por alguma limitação motora, como no caso de idosos e/ou pessoas com deficiência.

As adaptações para favorecer o serviço

Tendo em vista a expansão do serviço, profissionais de logística planejam ampliar as adaptações para favorecer a entrega por drones. Uma das medidas é implantar espaços próprios para o pouso dos drones em edificações diversas.

Mas, uma alternativa mais próxima da realidade atual é a limitação da área destinada para o pouso do aparelho, sem interferir na privacidade do comprador, que pode se sentir incomodado pelo fato de um terceiro — controlando remotamente o equipamento — ter a visão do interior de sua residência.

A limitação possibilita deixar os produtos próximos da porta do consumidor ou num local escolhido por ele.

Cases internacionais

Os testes da 7-eleven e Flirtey

Uma experiência de entrega foi promovida com sucesso, em julho deste ano, pela 7-eleven, varejista internacional de conveniências, em parceria com a Flirtey, uma startup de entrega por drones.

Em Nevada, Estados Unidos, as empresas concluíram duas entregas que incluíam alimentos quentes e frios, utilizando recipientes especiais e um GPS de precisão que conduziu o equipamento até a casa do cliente.

A família recebeu suas compras no quintal, quando o Drone diminuiu sua altitude, pairando tranquilamente no ar para concluir sua tarefa.

Para o planejamento do teste, a empresa se preocupou previamente com:

  • O planejamento especial do voo;
  • A análise dos riscos envolvidos;
  • O preparo de procedimentos para garantir a segurança e a privacidade dos clientes.

A experiência de entrega da Amazon

Outra empresa que testou entregas de mercadorias com drones foi a Amazon, em 2015. Para ela, o serviço é favorável, visto que suas mercadorias têm média de peso de aproximadamente 2 Kg. Cerca de dez áreas postais na Flórida, nos EUA, serviram para a experiência, porém diversas restrições foram impostas à atividade:

  • A operação foi realizada durante o dia;
  • O operador do drone estava devidamente habilitado para controlar a máquina;
  • As condições do tempo favoreceram a entrega.

A expectativa da empresa é de que as entregas sejam feitas em 30 minutos, inclusive em locais de acesso complicado.

A ampliação das experiências de entrega

Nos últimos tempos, os drones também foram testados para a entrega de alimentos diversos, como pizzas e pães.

Entregas por drones no mundo

Diversas redes, na Rússia, nos Estados Unidos e na Inglaterra experimentaram usar o equipamento. O grande problema, ainda, foi pousar em locais fechados. Por questões de segurança, os produtos são deixados do lado de fora da residência do cliente.

Os drones no Brasil

No Brasil, é comum observar drones sendo utilizados com frequência na produção audiovisual. Por meio dele, fotografias ou vídeos são produzidos com tomadas aéreas realizadas em altitudes mais baixas.

Vale lembrar que a altitude máxima permitida para os voos de drones é de 120 m ou, na linguagem aeronáutica, 400 pés. Essa definição é estabelecida devido ao cuidado com aeronaves que fazem voos rasantes.

As questões legais de autorização

Apesar das inovações e da grande comodidade que a entrega por drones é capaz de promover em diversas empresas, o sistema ainda passa por legalização perante os órgãos responsáveis no Brasil. Para você colocar um drone no ar, é necessário obter uma licença da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Com a chegada dos drones, uma faixa do céu passou a ser dividida com outros tipos de veículos aéreos tripulados, como helicópteros e aviões. A ANAC ainda estuda alternativas para regularizar e regulamentar o manuseio e o transporte de mercadorias por meio dos drones, o que facilitaria a expansão do uso desse equipamento.

Os cuidados na entrega da mercadoria

Para planejar o trabalho do seu drone, de forma que ele entregue o produto com agilidade para o cliente, é preciso tomar alguns cuidados. Antes de tudo, as mercadorias levadas precisam ser cuidadosamente armazenadas em compartimentos resistentes a impactos.

Monitoramento do equipamento

Para evitar furtos, o manuseio do drone precisa ser realizado da forma mais discreta possível, pela atenção que ele desperta. Porém, se o medo é perder o drone, alguns modelos são monitorados por meio de câmeras instaladas em sua estrutura.

Estudo do trajeto

Outro desafio para uma entrega eficiente é a rota a percorrer. Caso seja do interesse do empreendedor implantar esse meio de transporte, é preciso realizar estudos para calcular a área de abrangência da entrega e traçar as rotas mais adequadas e seguras para entregar o produto intacto ao cliente.

A entrega por drones é uma tendência em franco crescimento, embora ainda limitada. Mas a tecnologia já impacta grandemente nos serviços de logística, que exigem adaptação para garantir competitividade. Saiba mais a respeito: leia nosso artigo sobre as maneiras de usar a tecnologia na logística a seu favor.