Vendas
Saber como criar um e-commerce é fundamental para obter conhecimento e aproveitar a alta desse mercado para multiplicar seus ganhos. De acordo com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, a pandemia gerada pelo coronavírus aumentou as vendas online em até 165,77%.

Como esse segmento tem se mostrado relevante nos tempos atuais, elaboramos este guia, que traz o que você precisa para estruturar um e-commerce do zero com as melhores dicas para se destacar no mercado.

Como criar um e-commerce do zero?

Nos tópicos abaixo, listamos e explicamos as principais estratégias para abrir um e-commerce, independente do ramo e do tipo de produto que será vendido. Apesar de este conteúdo ser destinado para pessoas que desejam abrir uma loja virtual, ele também é útil para quem já tem um negócio online, mas deseja aprimorá-lo para maximizar suas vendas.

Estruture um bom plano de negócio

Plano de negócios é um documento que descreve os objetivos da empresa e todas as ações que devem ser tomadas para alcançá-los. É importante que esse planejamento seja completo e realista, o que significa que ele deve conter informações como:

  • lista de fornecedores;
  • margem de lucro almejada;
  • pontos fortes e fracos do negócio;
  • tipos de produtos que serão vendidos;
  • os seus principais concorrentes do mercado;
  • perfil e comportamento do seu público-alvo;
  • orçamento necessário para iniciar o negócio e mantê-lo em funcionamento (capital de giro);
  • simulação de possíveis cenários de mercado (otimista, pessimista e realista), entre outros tópicos que entender relevante.

Lembre-se de que esse plano deve ser revisado e ter suas informações atualizadas periodicamente, o que pode ser feito trimestral, semestral ou anualmente.

Defina o domínio e a plataforma para criar o seu e-commerce

Domínio consiste no endereço virtual que será usado para acessar o e-commerce, sendo recomendável utilizar o nome igual ou similar ao da loja física, se houver. Quanto à plataforma, trata-se do sistema em que será montada a loja online.

Não há uma plataforma excepcionalmente mais vantajosa que outra, isso irá depender do seu modelo de negócio. Portanto, você precisará analisar qual tem os diferenciais que mais satisfazem as suas necessidades.

Sistemas de Back Office ou ERP

Back Office significa é um tipo de sistema que permite ao gestor administrar toda estrutura interna de uma loja. Quanto ao ERP (Enterprise Resource Planning ou Sistema de Gestão Empresarial), é um sistema que automatiza atividades burocráticas e integra diferentes áreas da empresa, como vendas, finanças, estoque, recursos humanos, entre outras.

Gateway de pagamento

Gateways de pagamento são organizações que fazem o intermédio do pagamento entre o consumidor e a loja. Eles gerenciam os meios (cartões de crédito, boleto, internet banking etc.).

Contratá-los facilitará sua rotina de cobrança, permitindo que você se concentre em outras atividades mais estratégicas, como estudo de mercado e elaboração de planejamentos.

Segurança e prevenção de fraudes

Qualquer falha no sistema de segurança de uma loja online poderá causar grandes prejuízos ao seu negócio. Além de ressarcir o dano causado para o consumidor, uma boa parte do seu público perderá confiança de fazer compras no seu site.

Isso acontece, por exemplo, quando um criminoso virtual (hacker) invade o sistema do e-commerce e subtrai dados pessoais dos clientes ou informações de seus cartões de crédito, por exemplo.

Para evitar esse problema, verifique se a plataforma escolhida e os sistemas de gestão implementados têm tecnologias de segurança (como certificado SSL, firewalls, antivírus e criptografia de dados).

Logística e transporte

O gestor deve selecionar as modalidades de entrega e definir quais transportadoras despacharão suas mercadorias. É possível utilizar os Correios ou empresas de transporte especializadas. Estude suas opções para encontrar aquelas que dispõem do melhor custo-benefício e têm maior comprometimento com as entregas.

Dicas para estruturar uma logística eficiente e ter sucesso nas vendas no e-commerce

Ao seguir nossas orientações para montar seu e-commerce, você conseguirá ganhos satisfatórios. Entretanto, nos tópicos abaixo, apresentamos dicas que podem fazer com que seu negócio melhore seu desempenho.

Faça o cadastro dos produtos de forma lógica

Faça um cadastro detalhado de cada mercadoria vendida no e-commerce. Quando o cliente acessar a página de um produto, ele deve ser capaz de encontrar fotos, dimensões, cores disponíveis, peso, marca, versão, entre outros detalhes relevantes.

Também coloque na página de produtos as palavras-chave que podem ser associadas a eles, também chamadas de tags. Isso possibilita que o cliente encontre a mercadoria desejada ao pesquisá-la por diferentes termos.

Gerencie o estoque da sua loja

Use ferramentas que controlem os prazos de vencimento, garantam que você tenha o volume necessário para satisfazer a demanda e agilizem a busca de itens no estoque pelos colaboradores.

Outro detalhe relevante é evitar o excesso de produtos, o que aumenta gastos, riscos de perdas e avarias, e a falta de mercadorias, o que pode gerar a ruptura de estoque, fenômeno em que o cliente não encontra o produto que deseja comprar.

Trabalhe com transportadoras parceiras

O tempo e o preço da entrega são alguns dos pontos mais importantes que devem ser considerados pelo gestor na administração da loja virtual. De acordo com o E-commerce Trends de 2018, cerca de 82,3% dos usuários abandonam o carrinho de uma compra online caso o frete seja muito caro.

Para garantir entregas mais econômicas, verifique quais transportadoras têm menor índice de ocorrências (como atrasos e avarias) e busque fechar parcerias mais sólidas e em longo prazo com elas. Assim, é viável solicitar descontos nos valores dos fretes.

Tenha um bom atendimento pós-venda

Conquistar novos clientes pode custar entre cinco a sete vezes mais que manter os atuais. Para que você consiga fidelizar seus clientes, é fundamental manter a qualidade do atendimento após a venda dos produtos.

Algumas estratégias que podem ser adotadas são enviar ofertas de acordo com o perfil do público e mandar mensagens em datas especiais ou no seu aniversário.

Invista em tecnologias que simplifiquem os processos

Implementar tecnologias permite que você agilize as operações da empresa, aumente a produtividade dos colaboradores, automatize atividades burocráticas e tenha uma visão mais ampla do negócio. Uma das melhores soluções que podem ser aproveitadas por e-commerces é o TMS.

Essa tecnologia simplifica a logística ao fazer automaticamente o cálculo de frete, efetuar gestão de despacho e realizar auditoria de faturas. Além disso, permite monitorar entregas, solicitar o reembolso dos correios e mais.

Com as nossas dicas, agora você sabe como criar um e-commerce capaz de competir no mercado. Lembre-se de que é crucial estruturar uma logística eficiente para ter maior sucesso nas entregas da sua loja virtual.

Para que você entenda melhor sobre a logística desse tipo de negócio, temos um artigo que explica de forma mais detalhada como funcionam esses processos dentro de um e-commerce!