Indicador de desempenhoo que é otif
Quando os resultados de uma operação não são mensurados, dificilmente ela é gerida com eficiência e com informações relevantes sobre as falhas, suas possíveis causas e o que pode ser feito para otimizar os processos.

Por isso, o controle e acompanhamento de KPIs logísticos é fundamental para compreender a performance e auxiliar na tomada de decisão. Neste artigo, explicamos o que é OTIF e qual a relevância desse indicador nos processos logísticos.

O que são KPIs logísticos?

Os Key Performance Indicators — Indicadores-chave de Performance, em português — são ferramentas utilizadas para avaliar os resultados dos processos e ajudar o gestor e sua equipe a identificar possíveis gargalos e outros problemas que impedem o alcance dos objetivos.

O que é OTIF?

O On Time In Full (OTIF) é um indicador de desempenho utilizado para acompanhar a qualidade das entregas dos produtos. A ideia é sempre aumentar a satisfação dos clientes em relação ao serviço prestado pela empresa.

  • On Time: está ligado ao prazo (data e horário) e ao local que foram acordados com o cliente previamente.
  • In Full: nesse caso, os produtos devem ser entregues dentro das especificações passadas para os clientes no momento da compra (dimensões, quantidades, qualidade, integridade, entre outras).

Para que serve o OTIF?

O OTIF é o KPI que ajuda a se chegar ao conceito de pedido perfeito. Em outras palavras, é a encomenda ser entregue dentro do prazo, e atendendo a todas as expectativas dos clientes — o que contribui para aumentar os níveis de satisfação e aumentar as oportunidades de fidelização dessas pessoas.

Como calcular e implantar o OTIF?

Antes de mais nada, é preciso ressaltar que o acompanhamento desse indicador deve ser feito com cada elemento sendo acompanhado separadamente, portanto On Time x In Full. Para exemplificar melhor, suponhamos que:

  • sua empresa realiza 95% das entregas dentro do prazo: On Time de 0,95;
  • a quantidade de pedidos entregues dentro das especificações (sem avarias, extravios, entre outros) é de 90%: In Full de 0,90.

A partir desses dados, o percentual de pedidos perfeitos que são enviados para seus clientes será de:

OTIF = 0,95 x 0,90 = 0,855 = 85,50%

A implementação do indicador

Para adotar o OTIF em uma operação é muito importante, antes de tudo, definir a metodologia que será utilizada para as análises. Por meio dela, determina-se quais serão as informações adotadas, os períodos de apuração, o método correto para elaborar o indicador, entre outros pontos a serem considerados.

Feito isso, será preciso gerar relatórios ligados à performance das transportadoras. Basicamente, os que estão relacionados às entregas e às ocorrências (como avarias, extravios, pedidos trocados ou com erros).

Por que você deve acompanhar esse KPI?

Por meio do acompanhamento do OTIF, tem-se uma visão ampla de vários aspectos operacionais:

  • nível de serviço das entregas;
  • índice de retrabalho e necessidade de logística reversa (no caso de pedidos com problemas);
  • qualidade do serviço prestado pelas transportadoras;
  • possível grau de insatisfação dos clientes.

Em outras palavras, com apenas um indicador é possível analisar todo o processo logístico, que vai desde a separação das mercadorias até a pontualidade nas entregas.

Deixar de acompanhar KPIs como o OTIF é sinônimo de uma operação ineficiente e que provavelmente se manterá dessa forma, visto que sem o devido monitoramento dificilmente se consegue identificar as causas das falhas nos processos e quais ações devem ser adotadas para a correção delas.

Agora que você já sabe o que é OTIF e entendeu tudo sobre este KPI da logística, aproveite para saber mais sobre as tecnologias voltadas para o mercado lendo nosso e-book, e aprenda a estabelecer metas e melhorias contínuas para o seu negócio.