Cálculo de Frete
O cálculo do frete por km é muito utilizado na gestão de transportes, pois permite que empresas entendam, com maior precisão, quais são os gastos e ganhos reais de cada veículo.

Visto que o gerenciamento de frotas e processos que envolvem movimentação de cargas abocanha boa parte dos custos logísticos, essa conta é essencial para o planejamento financeiro. Isso porque, a partir dela, o gestor consegue ter um conhecimento exato das despesas e programar-se melhor para reduzi-las e, consequentemente, elevar lucros.

O que é o frete por km?

O cálculo do frete por km é um dos métodos mais usados para calcular o preço de uma remessa levando em conta, sobretudo, a distância a ser percorrida entre a origem e o destino.

Para que serve o frete por km?

O cálculo do frete por km leva em conta as despesas do trajeto e outros custos fixos, permitindo que a empresa, no caso da gestão de frotas, tenha uma clareza maior das despesas envolvidas.

Por que calcular o custo do km rodado?

Por meio desse cálculo, o gestor de transportes avalia como cada veículo está consumindo o orçamento destinado ao transporte da empresa. Além disso, evita problemas financeiros que acontecem quando a instituição não está atenta a excessos e custos invisíveis. Dessa maneira, é possível tornar o negócio mais lucrativo e reduzir despesas de forma inteligente, fazendo as mudanças e otimizações necessárias.

Como é feito o cálculo do valor do frete por km?

Basicamente, são três os passos necessários para fazer o cálculo do frete por km corretamente.

Calcule os custos fixos

Custos fixos são aqueles que não mudam de acordo com o volume das operações, ou seja, são os mesmos seja para um veículo parado, seja para um em circulação. São eles:

  • impostos sobre a frota — como IPVA, DPVAT, licenciamento, entre outras taxas;
  • seguros;
  • depreciação — desgaste e desvalorização de um veículo ao longo do tempo;
  • valores pagos por tecnologia — rastreamento, GPS, softwares etc. — ou serviços de telefonia celular.

Vale ressaltar que muitas dessas despesas são pagas anual ou bimestralmente, por exemplo. Logo, é preciso considerar a parcela de custos em um período de tempo determinado. Assim, se o intuito é saber a soma do frete por km em um mês, é preciso dividir o valor para descobrir o gasto mensal. Exemplificando:

IPVA: R$ 6.000,00 por ano / 12 meses = R$ 500,00 de custo mensal

Considere os custos variáveis

Ao contrário dos fixos, os custos variáveis oscilam conforme o uso dos veículos. Os principais são:

  • manutenções e troca de peças;
  • desgaste dos pneus;
  • consumo de combustível;
  • pedágios;
  • seguro da carga.

Encontre a quilometragem e finalize o cálculo

Por fim, some a quantidade de quilômetros rodados no período escolhido — como no exemplo, por mês. Depois de registrar os custos fixos e variáveis desse espaço de tempo, divida-os pela quilometragem total, como exemplificamos a seguir:

  • gastos fixos mensais — R$ 8.000,00;
  • gastos variáveis no mesmo intervalo — R$ 12.000,00;
  • quilometragem total no mês — 5.000 km.

Logo:

R$ 20.000,00 / 5.000 = R$ 4,00 (o valor por km rodado)

O cálculo do frete por km permite que profissionais de logística conheçam seus custos e busquem formas mais eficazes de gerenciar seus orçamentos e veículos, evitando prejuízos e potencializando a rentabilidade do negócio.

Gostou do conteúdo? Se sim, siga nossas páginas nas redes sociais e mantenha-se bem informado sobre o mundo da logística. Estamos no Facebook e LinkedIn.