Transportadorasgestão de transporte
A gestão de transporte é responsável por planejar o envio de cargas, entregando-as no destinatário no menor tempo possível e por um preço justo, gerando o menor custo e preservando a qualidade dos produtos.

Garantir uma boa administração é sinônimo de satisfação dos clientes e ganho em eficiência operacional, mas será que é possível aprimorar as rotinas e alcançar o crescimento sem perder qualidade?

É sobre isso que falaremos neste post. Continue a leitura e veja como isso é possível!

Como aumentar o mix de transportadoras e manter o nível de eficiência?

Contar com uma carteira diversificada de transportadoras é importante para aumentar a abrangência do atendimento ao mesmo tempo em que se consegue melhorar os índices de determinadas regiões — visto que é possível encontrar fornecedores de transporte com KPIs melhores do que outros para locais específicos.

No entanto, uma das grandes preocupações em relação a isso é conseguir gerenciar vários parceiros sem perder a eficiência. O que é possível, desde que alguns cuidados básicos sejam tomados, como:

  • fazer várias cotações e contratar com base no custo-benefício;
  • fechar acordos de nível de serviço (SLA);
  • monitorar o desempenho (entregas, ocorrências, reclamações, etc.).

Portanto, construir um mix de transportadoras é uma estratégia que pode melhorar a oferta de serviços, mas que precisa ser bem planejada, realizando simulações e deixando de olhar apenas para a questão do custo operacional, por exemplo.

Quais medidas podem ser tomadas antes de repassar o valor para o cliente final?

Como já sabemos, o frete é uma das contas que mais impactam o faturamento de uma empresa. Contudo, repassá-lo integralmente para os clientes pode significar abandono de carrinho e redução das vendas. Para tentar contornar essas situações, pode-se adotar um conjunto de ações.

Fazer um planejamento

O planejamento é a base de qualquer decisão e processo bem-sucedidos. Antes de saber se é possível adotar a estratégia de frete grátis, é necessário fazer uma análise dos custos operacionais e do faturamento mensal.

A partir do cruzamento desses dados, é possível elaborar estimativas de qual seria o impacto desse tipo de campanha sobre os lucros de determinado período. Dependendo da situação financeira do negócio, pode ser que deixar de repassar esse custo gere um prejuízo maior do que perder as vendas em decorrência da cobrança de frete.

Logo, deve-se fazer uma avaliação minuciosa sobre as variáveis e as possibilidades a que a empresa pode recorrer.

Fechar boas parcerias

Inicialmente explicamos que é importante tomar decisões com base no custo-benefício (e não apenas no preço), mas isso não quer dizer que deve-se descartar a tentativa de negociar algum desconto na hora de fechar o contrato.

Boas soluções para conseguir algumas vantagens:

  • fazer cotações com várias empresas (o que aumenta o poder de barganha);
  • fechar contratos de exclusividade para regiões atendidas pelas transportadoras.

Promover a redução dos custos internos

A precificação dos produtos envolve diversas variáveis, e a principal delas é o custo operacional. Se o objetivo na sua empresa é vender sem repassar o valor do frete, será preciso adotar estratégias de redução nos gastos internos. Isso pode ser possível com a:

  • eliminação de desperdícios e consumo consciente;
  • otimização dos processos;
  • eliminação de etapas desnecessárias;
  • correção de erros e a diminuição da necessidade de retrabalhos;
  • negociação com fornecedores.

Com isso, se os dispêndios forem reduzidos, será possível absorver o valor do frete (ou embuti-lo no preço dos produtos) sem que seja necessário repassá-los para os clientes separadamente.

Avaliar a possibilidade de divisão dos custos

Se mesmo depois dessas análises ficar constatado que não existe viabilidade para arcar com o valor integral do frete mas ainda assim houver a necessidade de não repassar o custo para o cliente, pode-se adotar a estratégia de divisão de custos.

Dessa forma, a empresa seria responsável por uma parte desse gasto, enquanto a outra seria adicionada à venda. A principal vantagem dessa estratégia é poder cobrar um custo abaixo da média de mercado — atraindo a atenção dos clientes e aumentando as chances de venda, ao mesmo tempo em que o impacto sobre o faturamento não é aumentado consideravelmente.

Como os KPIs logísticos podem ajudar?

Os indicadores de desempenho são excelentes ferramentas para avaliar o desempenho dos processos, identificar possíveis falhas e formar uma base sólida para a tomada de decisões. No que diz respeito à gestão de transporte, não é diferente.

Os KPIs ajudam a monitorar as rotinas internas e a performance das transportadoras, permitindo que o gestor tenha uma visão sobre o cenário atual e informações suficientes para elaborar estratégias mais eficazes.

Entre os principais KPIs que podem ser acompanhados, estão:

  • nível de serviço das entregas (percentual de envios feitos dentro do prazo);
  • índice de avarias e extravios;
  • valor do frete por produto, região, cliente etc.;
  • custo do frete sobre o faturamento;
  • índice de reclamações.

Por que um TMS pode ser a solução para o seu negócio?

O investimento em tecnologia é sempre benéfico para as organizações. Com um TMS, é possível aprimorar rotinas relacionadas ao transporte, por meio da automatização dos processos, o que torna o setor ainda mais eficiente.

Entre as funcionalidades oferecidas por esse sistema, podemos citar:

Isso quer dizer que, além de otimizar atividades mais operacionais, o TMS também contribui para que o gestor tenha uma base de dados sólida e confiável, usada para realizar diversas análises e dar suporte na tomada de decisão.

Até mesmo o crescimento de um setor ou da empresa precisa ser planejado. A evolução desordenada pode gerar problemas na qualidade dos produtos e serviços e causar insatisfação dos clientes. O mesmo ocorre com a gestão de transporte, mas como você pôde ver neste artigo, é possível investir na otimização sem perder em eficiência.

E então, o que você achou deste conteúdo? Quer saber como um sistema TMS pode contribuir para aprimorar as rotinas na sua empresa? Então solicite uma demonstração gratuita da nossa solução e fique por dentro das vantagens que oferecemos!