Vendas

Identificar quais são os KPIs relevantes dentro da rotina de e-commerce é muito importante para corrigir falhas, evitar prejuízos e se destacar entre a concorrência. Esses dados que medem o desempenho no varejo funcionam como verdadeiros pontos de direcionamento e interferem nos fatores que chamam a atenção do público.

Logo, realizar um acompanhamento eficiente e preciso funciona como uma maneira de interromper investimentos prejudiciais e enxergar o que é necessário para alcançar metas. Tudo isso com base em informações precisas que detalham os pontos fortes do seu negócio diante das mudanças constantes do mercado.

Quer saber mais? Vamos mostrar 5 KPIs de e-commerce que são decisivos no trabalho do gestor. Acompanhe!

Principais KPIs de e-commerce

1. Ticket médio

O ticket médio representa o valor mediano das compras realizadas durante um determinado período. Na prática, esse indicador mostra o quanto a equipe responsável por fechar negócios conseguiu obter sucesso. Um dos objetivos é fazer com que a empresa consiga aumentar os lucros ao encontrar oportunidades mais vantajosas.

De maneira geral, o cálculo é feito de forma muito simples. Basta selecionar um determinado período, como um mês ou uma semana, e avaliar quantas vendas foram realizadas e os valores do total de faturamento delas.

A partir disso, com o número exato em mãos, torna-se necessário utilizar a fórmula, que é o valor do ticket médio (faturamento do mês) dividido pela quantidade de vendas naquele determinado mês. Além disso, o ticket médio consegue determinar análises mais específicas, como saídas de alguns produtos ou categorias de serviços oferecidos.

2. Custo de Aquisição de Clientes (CAC)

Como os KPIs mais relevantes são usados para identificar os níveis de sucesso da empresa, eles podem ser muito úteis na hora de reduzir gastos. Assim, o Custo de Aquisição de Clientes (CAC) é a soma de todos os investimentos feitos em marketing e vendas dividida pela quantidade de clientes conquistados durante determinado período.

O resultado representa os valores que foram investidos na conquista de novos clientes. Essa conta deve englobar banco de dados, anúncios, uso de softwares de automação, Inbound Marketing, entre outros.

Depois de reunir todas essas considerações, acontece o período de análise e a aplicação da fórmula, que é a seguinte: CAC = custo de marketing + custo de vendas dividido pelo total de clientes. Vale destacar que a métrica é determinante para cuidar da saúde financeira do e-commerce em longo prazo e redirecionar estratégias que não trazem retorno.

3. Retorno sobre Investimento (ROI)

Entre os KPIs mais usados em e-commerces está o ROI. O famoso Retorno sobre Investimento mede o retorno gerado em cada investimento feito por um negócio. Esse tipo de métrica se mostra indispensável na hora de avaliar se a empresa está no caminho certo ou precisa agora mesmo montar um novo planejamento para se manter competitiva.

Diante disso, torna-se necessário compreender a importância de calcular o ROI nas métricas de desempenho. Você precisa calculá-lo de forma correta para que os dados levantados seja relevantes. Em resumo, o ROI corresponde ao faturamento menos o investimento inicial dividido pelo investimento inicial.

Sem contar que é uma excelente maneira de criar um planejamento focado em se destacar em meio à concorrência na busca por engajamento dos clientes.

sazonalidade_ecommerce

4. Taxa de conversão

A taxa de conversão é uma métrica muito usada pelos e-commerces. Seu funcionamento se baseia na quantidade de pessoas interessadas pelo produto e quantas de fato realizaram a compra. Esse cálculo também pode ser realizado por campanhas ou outros processos específicos.

Atualmente, costuma ser muito relevante em ações online em que é preciso determinar como os clientes reagiram durante um período determinado. Por exemplo, ao incluir uma promoção no site em que o objetivo final é a venda dos produtos, a taxa de conversão representa a quantidade de vezes que a venda se concretizou.

Todo esse conceito no e-commerce pode ser medido de forma bastante prática. basta dividir o número de vendas pelo total de visitas no e-commerce durante a campanha.

Vale lembrar que quando se trata de comércio eletrônico, cada segmento tem especificidades que devem nortear as escolhas.

5. Valor do ciclo de vida (LTV)

O Lifetime Value é uma métrica que determina o valor do ciclo de vida de um cliente. Isto é, quanto ele gera em dinheiro para o negócio. Os cálculos são feitos durante todo o tempo em que empresa e cliente preservarem um relacionamento. Trata-se dos valores gastos por um consumidor enquanto ele estiver realmente engajado com a marca.

Interessante, não é mesmo? Dessa forma, o indicador ajuda a verificar quanto cada cliente é valioso para sua empresa e quanto perder pessoas engajadas pode significar prejuízo. O principal foco aqui, está na retenção de clientes e em como elaborar estratégias que fortaleçam o engajamento e o relacionamento de confiança que é possível criar com uma marca que se posiciona positivamente no mercado.

Mas não se preocupe! Saiba que conquistar um cliente novo ainda costuma ser mais caro do que reter alguém que já esteve em contato com os seus produtos. O cálculo, nesse caso, gira em torno de outras três métricas. São elas: ticket médio, média de compras de clientes por ano e média da longevidade de relacionamento com o cliente. A partir da apuração desses números, você consegue chegar ao valor do cliente.

Diferenciais tecnológicos

As tecnologias que envolvem a gestão auxiliam diretamente no acompanhamento dos KPIs relevantes e são fundamentais para reduzir custos, otimizar a logística de entregas e colocar o seu e-commerce em destaque no mercado. Ao contar com uma empresa especializada no assunto, todo o processo da cadeia logística passa a ser integrado de maneira inteligente.

A Intelipost, por exemplo, traz uma plataforma em nuvem com excelentes resultados no levantamento de métricas e ferramentas para uma gestão logística otimizada. Tudo isso por meio de tecnologia inteligente e um time de profissionais para ajudar você a otimizar a gestão da sua operação logística em todo o ciclo de entrega.

Pronto! Agora você já sabe como funcionam os KPIs relevantes no e-commerce. O mais importante é descobrir o que mais se encaixa com os objetivos de seu negócio e, especialmente, com os desafios enfrentados na redução de custos. Só assim será possível contar com a ajuda da tecnologia para otimizar o levantamento de dados e mensurar o que é determinante reorganizar para crescer no mercado.

Gostou das informações do artigo? Então entre em contato com a Intelipost para conhecer as principais soluções para a gestão logística do seu e-commerce.