Gestãotransformação digital no varejo
Atualmente, a quantidade de entregas aumentou, uma vez que as pessoas estão comprando mais online por causa da pandemia que o mundo está enfrentando. Dessa forma, é importante destacar que a tecnologia tem proporcionado várias funcionalidades que estão contribuindo para a transformação digital no varejo.

A logística é a principal preocupação para quem deseja vender pela internet. O valor e o tempo do frete são diferenciais e são levados em consideração na hora de realizar a compra — esses aspectos ganharam novas dimensões com o distanciamento social imposto pela covid-19.

Omnichannel: um caminho sem volta?

Após uma crise, sempre fica um legado, e nesse momento não será diferente. Nas dificuldades, é preciso aprender a trabalhar com recursos reduzidos, otimizando os custos, redefinindo prioridades, mudando relações e processos e abandonando âncoras. Após o retrocesso causado pela pandemia, diversas mudanças terão acontecido no comércio.

Quando as lojas começarem a retornar, os lojistas não irão encontrar a mesma situação de antes. Muitas pessoas devem reavaliar seu consumo, em razão do seu salário. Outra parcela terá se acostumado a fazer compras online. Logo, é esperado que o e-commerce sofra uma expansão significativa.

Seu negócio precisa estar preparado para entender os anseios do novo consumidor. Além do mais, você vai precisar prestar um atendimento uniforme em qualquer canal que ele quiser consumir para não perder venda. O empreendimento que não se preparar para as mudanças, acabará não progredindo nessa nova fase.

Sendo assim, as empresas precisam aderir à estratégia omnichannel, pois é primordial interligar os diferentes canais de comunicação, com o intuito de melhorar as integrações entre o offline e online, aperfeiçoando a experiência do comprador. Essa tendência do varejo facilita e melhora a relação com o cliente final.

O que considerar ao iniciar uma transformação digital no seu negócio?

Muitas pessoas comentam a respeito da evolução tecnológica e como ela está ajudando os grandes varejistas, porém, há grandes impactos dessa transformação nos pequenos comércios. Por causa do crescimento das grandes redes varejistas e sua vantagem competitiva em termos de infraestutura e posicionamento de marca, o pequeno empreendedor precisa investir para ter seu espaço no mercado.

Contudo, só conseguirá alcançá-lo se compreender as vantagens de digitalizar o seu negócio e investir nas ferramentas tecnológicas corretas. Enquanto buscam se organizar para se desenvolver rapidamente, mas sem os devidos controles, muitos acabam se perdendo pelo caminho e acabam não desenvolvendo de forma satisfatória.

Nesse sentido, a tecnologia no setor logístico tem como finalidade de viabilizar integrações mais rápidas entre os componentes da cadeia e otimizar a visibilidades dos processos de maneira assertiva e dinâmica. Essa estratégia é primordial para certificar um controle bem estruturado em todo o processo de entrega, agilizando a tomada de decisão e diminuindo gastos.

O avanço das tecnologias inteligentes para logística melhora ainda mais os processos de uma operação, algo que passou a ser uma necessidade no mercado, especialmente por causa da crise global causada pelo novo coronavírus. Isso impacta diretamente o nível de eficiência da empresa e, geralmente, a sustentabilidade da empresa ao proporcionar otimização operacional e redução de gastos. E um mercado acirrado, este é um fator essencial para conseguir crescer e se destacar da concorrência.

Quando você não se adequa as novas necessidades, seus resultados não melhoram e, consequentemente, sua empresa não sai do lugar. Isso pode ser realizado com alguns passos simples. Sendo assim, considere os seguintes pontos no momento de iniciar uma transformação digital em seu negócio:

  • dialogue com seus colaboradores a respeito das novas ferramentas;
  • use as redes sociais para estabelecer uma comunicação com os clientes;
  • encontre um software para contribuir na organização de estoque de sua empresa para não correr o risco de vender algo sem disponibilidade;
  • procure por tecnologias que ajudem na redução do custo de frete.

Desse modo, é preciso ficar atento a alguns aspectos para começar a transformação digital no seu negócio. Primeiramente, observe as necessidades de sua empresa, em seguida adeque todos os envolvidos para aceitarem e compreenderem as novas ferramentas, depois inicie com as mudanças. Toda ação precisa ser pensada e analisada, jamais realize algo que você poderá se arrepender e tenha em mente que a tecnologia será sempre sua parceira.

Como a tecnologia pode ajudar na transformação digital no varejo?

Se existe um setor que sofreu forte interferência com o avanço tecnológico, nos últimos anos, foi o varejo. O segmento, responsável pela venda e entrega de todas as mercadorias provenientes da cadeia produtiva, é um dos principais pilares para o desenvolvimento do país.

Dessa forma, necessita, cada vez mais, de processos automatizados e eficientes que diminuam as perdas e os riscos. Logo, uma das finalidades da tecnologia é contribuir para uma maior integração entre as vendas online e offline, sendo fundamental para proporcionar um controle estruturado em todo o processo, agilizando a tomada de decisão e diminuindo os gastos.

Por causa do novo coronavírus, a automatização de processos no varejo deixou de ser uma tendência e passou a ser uma necessidade do mercado. Ela é muito importante para o desenvolvimento do negócio em momentos de crise, acelerando a otimização operacional.

Nesse contexto, é possível perceber que a tecnologia contribui satisfatoriamente para a transformação digital no varejo, sendo essencial buscar saber mais sobre elas.

Portanto, para colocar em prática a transformação digital no varejo, é preciso avaliar as necessidades e os desejos do consumidor para conseguir se destacar diante da concorrência. É preciso se reinventar, criar estratégias para melhorar o desempenho e aperfeiçoar a experiência de entrega para as novas necessidades dos consumidores.

Sendo assim, a covid-19 fará as organizações mudarem o seu modelo de negócio rapidamente. Contudo, terá que adaptar a capacidade produtiva, acelerar o desenvolvimento organizacional e apresentar uma logística mais colaborativa. Vai ser necessário despertar a atenção do cliente, enviar o que ele desejar e na hora que ele precisar, provando assim a conveniência do e-commerce.

Nosso artigo foi útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações? Entre em contato conosco! Será um prazer atender você!

guia de transformação digital