Logísticalogística inbound e outbound
Tem dúvidas sobre logística inbound e outbound? Fique tranquilo! Até mesmo quem trabalha na área há muito tempo se confunde ou não conhece todos os processos e estratégias que envolvem esses conceitos, especialmente dentro da gestão de fretes.

Extremamente importantes para as empresas, tanto a logística inbound quanto a outbound ajudam a reduzir custos e a ampliar a eficiência do transporte, o que gera oportunidades, aumenta os lucros e favorece a manutenção de um bom relacionamento com o cliente.

Como estamos falando de algo que pode se transformar em um diferencial competitivo, é importante que o gestor esteja bem informado sobre o assunto.

A gestão de frete inbound

A logística inbound está relacionada ao fluxo de materiais, dados e informações desde os fornecedores de matéria-prima até o recebimento das mercadorias pela fábrica.

Sendo assim, ao falarmos em gestão de fretes inbound, estamos tratando de procedimentos, como:

  • recebimento e descarga de produtos;
  • planejamento de reposição de insumos;
  • retorno das embalagens.

A gestão de frete outbound

Diferente da primeira, a logística outbound se faz presente quando a mercadoria está pronta para ser entregue ao mercado. Portanto, é a responsável pela distribuição dos itens ao consumidor.

Resumindo, a gestão de frete outbound cuida do escoamento da produção, sendo composta por:

As diferenças entre a logística inbound e outbound

Entender esses conceitos é importante para que o gestor visualize as diferenças existentes entre eles.

Como vimos, a logística inbound se dedica aos processos internos, enquanto a logística outbound mantém o foco em atividades externas e de distribuição para o mercado.

Essa sistemática invertida exige o acompanhamento de métricas e cuidados diferentes. No entanto, é sempre válido destacar que o sucesso de um está atrelado ao do outro.

Por que distinguir claramente a logística inbound e outbound?

Apesar de cuidarem de processos bem diferentes, a logística inbound e a outbound são complementares e exercem um papel essencial para o desenvolvimento de qualquer negócio.

Exatamente por isso, o gerente de logística precisa saber diferenciá-las corretamente e, claro, aprender a executá-las da melhor maneira possível. Afinal, a gestão e o controle de indicadores são executados de formas distintas.

Cada um desses modelos tem suas especificidades. Conhecer o cenário e saber lidar com tudo isso é o que garante uma logística eficiente e simplificada.

Como o foco, os envolvidos e as métricas são diferentes, é papel do gestor identificar, distinguir e otimizar as atividades executadas.

Os impactos da boa gestão da logística inbound e outbound

Quem atua na cadeia de suprimentos sabe que tantas etapas, procedimentos e dados precisam ser administrados com perfeição.

Por isso, ter uma boa gestão dos processos inbound e outbound ajuda a ampliar a eficiência de todo o sistema para a empresa.

Estabelece uma clara estruturação do negócio

Esses dois modelos, quando devidamente conduzidos, tornam o cotidiano do setor mais estruturado e organizado. Isso, porque é mais fácil visualizar a ligação entre cada etapa do processo logístico.

Com a logística operando de forma integrada, há ganho em eficiência na comunicação com fornecedores, transportadoras e clientes.

Melhora a administração do giro de estoque

O estoque pode ser o calcanhar de aquiles de muitas empresas. Afinal, ele concentra grande parte dos recursos e exige técnicas e estratégias de gestão inteligentes, para que jamais faltem ou sobrem produtos.

Assim, uma boa gestão de logística inbound e outbound é o melhor caminho para esse obstáculo, pois ajuda a coordenar entradas e saídas e garante um nível de estoque equilibrado.

Gera ganho em produtividade

Outro impacto positivo experimentado por negócios que investem na gestão de logística inbound e outbound é o aumento da produtividade da equipe. Isso acontece por conta da melhora na visibilidade e controle dos processos, além da redução de desperdícios e erros.

Quando essas etapas são integradas e funcionam corretamente, todos os setores conseguem desempenhar suas funções com mais agilidade e segurança.

Otimiza o tempo dos processos

A logística precisa ser rápida sem perder qualidade, principalmente na etapa do transporte. No entanto, isso só acontece quando o gestor compreende o sistema e sabe utilizar os indicadores de desempenho.

Afinal, uma gestão eficiente amplia o olhar sobre toda a cadeia produtiva e ajuda a garantir uma boa experiência de compra para o consumidor final.

Fortalece as relações com os fornecedores

Como é o seu relacionamento com os fornecedores? Essa é uma premissa para o sucesso de qualquer empreendimento, pois garante o padrão de qualidade das entregas ao varejo e ao cliente final.

Com uma gestão logística de alta performance, a empresa estabelece parcerias sólidas e duradouras, com destaque para as transportadoras, e assegura o cumprimento dos prazos preestabelecidos.

Reduz o prazo de entrega para o consumidor final

Por fim, como consequência de todos os benefícios apresentados, conclui-se que uma boa gestão inbound e outbound contribui para a qualidade da entrega e experiência de compra ao consumidor final.

Sem dúvidas, é preciso entender a logística de forma integrada. Só assim é possível alcançar bons resultados e aprimorar o transporte de mercadorias.

Quer receber mais conteúdos como esse? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos sobre as principais tendências da logística no seu e-mail.