VendasPerformance do ecommerce

Identificar os pontos que precisam ser aprimorados para melhorar a performance do ecommerce é indispensável para melhorar a estratégia de uma loja virtual. O primeiro diferencial está em criar um planejamento estratégico, que envolve otimizar as operações com foco em atingir metas. Em meio a esse processo de estudo do trabalho realizado, entra a tecnologia como principal aliada para reduzir falhas, gerenciar melhor os custos e simplificar etapas.

Quer saber mais? Nos próximos tópicos, mostramos seis dicas imbatíveis para alavancar a performance do ecommerce e, assim, passar à frente da concorrência a partir do aumento das vendas e da satisfação dos consumidores.

1. Tenha atenção com a sazonalidade

Períodos que chamam bastante atenção do público e movimentam o comércio de maneira geral, como a Black Friday, geram uma série de expectativas. Nesse cenário, nada mais problemático para a marca do que decepcionar o consumidor do ecommerce com falhas de planejamento.

Esse tipo de situação, em que a empresa precisa dar conta de uma quantidade de mercadorias acima do habitual, ocorre muito quando ela lança uma promoção sem fazer a gestão adequada do estoque. Como resultado, podem acontecer problemas logísticos que interferem no prazo das entregas, sobrecarregam os colaboradores e causam prejuízos.

O grande segredo é montar um calendário completo com todas as ações de vendas que lidam com sazonalidade e, a partir dele, se programar antecipadamente em um formato de operações especiais. Com isso, você consegue tomar decisões com base nas principais dificuldades relacionadas às demandas sazonais, como rotatividade dos produtos e estabilidade na plataforma do ecommerce, por cota dos picos de acessos.

2. Estruture bem o fluxo logístico

Um fluxo logístico bem estruturado traz excelentes resultados para a sua loja. Os cuidados precisam ser minuciosos em todas as etapas desde a armazenagem, expedição e entrega de mercadorias até a entrega da última milha.

Um detalhe que merece atenção especial são as características do produto. Ao considerar o tipo de mercadoria, fica mais simples reunir todas as informações necessárias para otimizar o fluxo. Por exemplo, produtos perecíveis vendidos no ecommerce pedem uma organização de entrega mais ágil.

Quanto maior for o conhecimento sobre o que pode ocasionar falhas na missão de levar a entrega ao seu destino, melhor será a identificação de soluções e processos de sucesso. Por isso, contar com ferramentas que ofereçam visibilidade em tempo real de todos os envios realizados acaba sendo um grande diferencial competitivo.

A partir disso, o papel da gestão é colher o que precisa ser aprimorado ou eliminado para investir em avanços que tornem a empresa mais competitiva.

3. Conte com a logística reversa

A logística reversa é fundamental para o ecommerce. Afinal de contas, facilita o processo de devolução e troca para o consumidor e favorece a imagem da marca. Para ser colocado em prática, o procedimento exige uma boa organização interna e um fluxo logístico eficiente.

Trata-se de criar uma estrutura para a retirada de uma devolução ou troca de produto no endereço em que ele foi entregue. Ou seja, o cliente não precisa nem sair de sua casa para levar a encomenda aos Correios, em um processo sem custo de frete.

Quando existe essa possibilidade, a confiança no ecommerce aumenta muito e, consequentemente, o lucro cresce na mesma proporção. Fazer a logística reversa de forma eficiente mostra que o divisor de águas está na rapidez em solucionar processos e lidar com os clientes, já que insatisfações sempre podem acontecer.

4. Defina prazos realistas

Os prazos são questões decisivas na performance do ecommerce e impactam a confiabilidade da sua marca, considerada fator essencial para uma entrega bem realizada. Basta uma rápida pesquisa na internet para notar que a maioria das reclamações sobre os serviços de um comércio eletrônico está relacionada à entrega.

Quando o cliente estipula a data de entrega ao colocar o CEP, ele espera que esse prazo seja cumprido. Se ultrapassar, ele já vai repensar a próxima compra, o que comprometerá o engajamento. Para evitar problemas, o melhor caminho é definir prazos que condizem com a estrutura logística montada.

Avalie aqui se o seu negócio tem as mesmas condições de entregas expressas dos grandes varejistas. Caso ainda não seja o momento de apostar na entrega turbo, determine datas que possam ser cumpridas e que garantam qualidade em todas as etapas da operação na visão dos clientes.

5. Classifique os produtos

A navegação intuitiva e rápida é um elemento que faz com que os visitantes passem mais tempo nas páginas e, quem sabe, comprem mais. Pensando no comportamento de compra do consumidor no ecommerce, classificar os produtos deve ser uma das suas prioridades.

Imagine só uma loja física que não agrupa os itens por categoria, fazendo o cliente perder horas procurando o que deseja. Complicado, concorda? Então, categorize os produtos e saiba o que chama mais a atenção dos consumidores, além de quais são as expectativas em relação ao serviço oferecido. Isso ajuda a mostrar resultados mais relevantes.

O ideal é que o usuário encontre o produto que deseja em poucos cliques. A organização deve ser feita de maneira inteligente, com filtros úteis e sem formulários extensos. Um bom exemplo é eliminar a opção de preencher cadastros antes de saber o valor do frete, pois ela aumenta as chances do potencial cliente desistir da compra.

6. Use soluções inovadoras em logística para a melhorara performance do ecommerce

Adotar soluções inovadoras simplifica e agiliza os processos, reduz a mão de obra, aumenta a segurança das informações, entre outras vantagens. Aqui, recomendamos o uso de uma plataforma em nuvem para gestão e otimização de logística, como o Sistema de Gerenciamento de Transporte da Intelipost. O TMS, como é conhecido, tem como propósito simplificar a logística no mercado da América Latina.

A solução é baseada em cloud logistics e integra de forma inteligente a cadeia logística, que envolve transportadoras, hubs, operadores logísticos e ecommerces. Com tecnologia de alta qualidade e confiabilidade, integramos com praticamente todos os sistemas de ERP.

Como o gestores de logística têm que cuidar de todas as etapas para entregar o máximo de eficiência, é essencial investir em um software e trabalhar com a tecnologia para eliminar falhas e reduzir custos sem perder qualidade nas operações.

Gostou das informações do artigo? Então visite o site da Intelipost e conheça soluções personalizadas criadas conforme a complexidade logística do seu negócio.

Ou se preferir, solicite uma demonstração gratuita agora mesmo!